Notícias / TRE-PR LANÇA A GRALHA CONFERE, PRIMEIRA AGÊNCIA DE CHECAGEM DA JUSTIÇA ELEITORAL

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR), desembargador Tito Campos de Paula, lançou a primeira Central de Combate à Desinformação da Justiça Eleitoral – Gralha Confere. O lançamento aconteceu em uma coletiva de imprensa realizada por videoconferência na última quarta-feira (22), que também contou com a presença do vice-presidente e corregedor, desembargador Vitor Roberto Silva, e do diretor-geral do Tribunal, doutor Valcir Mombach.

 

A partir de hoje, e durante todo o período eleitoral, a população pode enviar para o número +55 41 98700-5100 no WhatsApp dúvidas sobre conteúdos que circulam nas redes sociais relacionados ao processo eleitoral e à segurança do voto no Paraná. Não são averiguadas informações sobre candidatos e partidos.

 

Os conteúdos selecionados, conforme a repercussão e o interesse geral, serão checados e divulgados no site www.gralhaconfere.tre-pr.jus.br, nas redes sociais do Tribunal e nas páginas de mais de 40 entidades parceiras do projeto. As informações, classificadas em “Verdadeiro”, “Impreciso” ou “Falso”, serão editadas em forma de texto, áudio, cards e vídeos explicativos de até um minuto.

 

Baseado no Programa de Enfrentamento à Desinformação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), nos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU e em critérios internacionais de checagem, a Central Gralha Confere é operada por servidores da Coordenadoria de Comunicação Social (CCS), com base nos bancos de dados da Justiça Eleitoral e informações de porta-vozes internos, com auxílio do Conselho Editorial e Consultivo, formado pelos gestores da instituição.

 

Para viralizar as checagens realizadas e atingir o maior número de pessoas, o Gralha Confere conta com a colaboração de 43 entidades parceiras, entre órgãos públicos, entidades civis e veículos de imprensa, que, por meio de termo de cooperação técnica, comprometeram-se a replicar em suas páginas oficiais as checagens produzidas pelo TRE-PR.

 

O objetivo é, com uma atuação integrada das instituições do Estado, barrar e alterar os fluxos de desinformação nos meios digitais.

Fonte: Tribunal Regional Eleitoral do Paraná

Data de Publicação: 27/07/2020